Já há novas taxas de retenção de IRS. Saiba quanto vai descontar por mês
18 de Janeiro de 2019

Apesar de o IRS para 2019 não mexer, o Governo resolveu alterar as taxas de retenção do imposto. Os descontos mensais dos trabalhadores por conta de outrem e dos pensionistas podem variar face a 2018, para quem está no limite dos escalões.

No conjunto de 2019 o IRS que vai pagar é exatamente igual ao de 2018 mas para este ano o Governo resolveu alterar as taxas de retenção do IRS – o adiantamento mensal a que estão sujeitos os trabalhadores por conta de outrem e os pensionistas.

No caso dos trabalhadores por conta de outrem, há uma atualização da maioria dos escalões de rendimento bruto. A atualização começa logo nos rendimentos mais baixos, para garantir que ninguém que ganhe até ao mínimo de existência (entretanto atualizado) é sujeito a retenção na fonte. Daí em diante há atualizações até sensivelmente aos 40 mil euros.

Do lado das pensões, é acrescentada uma novidade: passa a levar-se em conta o número de filhos, com a cada pensionista a reter menos 0,5 pontos percentuais por cada dependente a cargo.

As novas taxas de retenção na fonte para 2019 podem ser encontradas AQUI e as de 2018 AQUI.

Para saber a sua retenção mensal precisa de encontrar a tabela que corresponde ao seu perfil (trabalhador, pensionista, com ou sem filhos), procurar o escalão de rendimento bruto em qu se enquadra e multiplicá-lo pela taxa correspondente.

Esta taxa de retenção é provisória e funciona apenas a título de adiantamento. O acerto final do IRS de 2019 será feito no próximo ano, quando entregar a declaração deste ano.

Para mais informações contacte-nos aqui.

Texto elaborado a 18 de Jabeiro de 2019 por expresso.pt